Angélica Sooto, 21 anos, vendedora e modelo

“Fui casada durante um ano e meio com um homem e, antes de completarmos dois meses juntos, contei que era transexual. A gente já tinha ficado várias vezes e ele nunca tinha percebido. Na hora, foi um choque. A principal dificuldade não foi me aceitar, porque ele já gostava de mim. Mas ele ficou pensando como a família e os amigos iriam reagir. A revelação não nos afastou. Ele só me pediu paciência até conseguir lidar com a informação e fui bastante compreensiva nessa fase. Esse foi, inclusive, um ponto fundamental para continuarmos juntos. Tanto que o casamento acabou e continuamos amigos. No momento, estou solteira, conhecendo outra pessoa, mas ele também já sabe. Opto por contar logo no início que sou transexual. Não no primeiro encontro, claro, mas também não deixo passar muito tempo para a pessoa não se sentir enganada. Muitos desistem quando revelo e entendo. Tudo o que não quero é viver um relacionamento de mentira.”

Comentários

comentarios